quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Resenha: A lista negra


    Olá meus amores!! No post de hoje eu vou falar um pouquinho desse livro que estava lá nas leituras de dezembro, e eu simplesmente me apaixonei. Todas as resenhas aqui do canal estão na aba "Livros", que vocês podem acessar clicando aqui do lado esquerdo. Bora começar?


    O livro conta a história da Valerie, uma garota que passou por um trauma e durante o enredo do livro tenta superá-lo. Ela e o namorado Nick, eram ridicularizados pelos colegas de escola, e criaram uma lista negra para colocar pessoas que os chateassem e tudo o mais. Mas Nick acabou levando a sério demais essa questão e em um certo dia, atirou em várias pessoas que estavam na lista negra, e em outras que não estavam também. E é aí que o livro começa, em um trecho do jornal local contando detalhes sobre o massacre na Escola Garvin.


    Durante o livro, a personagem principal, Valerie, tem que lidar com tudo praticamente sozinha, já que a família fica um pouco afastada e relapsa com relação ao que aconteceu, os médicos querem a internar como louca, e o próprio Nick se matou durante o massacre. Percebi aí um misto de que ela não sabia se acreditava ou não nele, metade queria ter certeza que ele era uma pessoa boa, e a outra queria admitir que todos os sinais sempre estiveram ali a mostra. Fiquei um pouco perplexa com as ações da própria família e principalmente do pai, já que eles visivelmente a consideram culpada pelo que aconteceu.


    O dilema começa a querer se resolver quando a Valerie volta pra escola, porém algumas pessoas ainda estão realmente em choque pelo que aconteceu. Mas me irritou um pouco o fato de ela não querer entender o lado dos colegas também, porque eles não tinham como saber realmente o porquê daquela lista, e se pondo no lugar deles é bem difícil mesmo. Eu percebi um amadurecimento da Valerie em relação a tudo que aconteceu, e a partir do meio do livro ela começa a querer se inserir mais na sociedade e não ficar solitária dentro de casa. A maneira como ela agiu perante a várias coisas que aconteceram mostraram um tempo de aceitação e crescimento dela.


    Foi o primeiro livro que li da Jennifer Brown, e achei a escrita muito interessante. Tem um jeito peculiar de nos inserir no livro, mas principalmente de nos colocar no lugar dos personagens, como se realmente os conhecêssemos. Apesar do livro ter uma temática forte, eu gostei bastante e indico muito. Tem um que nos fazer ser grato por coisas pequenas, por mudanças que podem acontecer num passe de mágica.

    É isso gente, o post acaba por aqui, não se esqueçam de comentar suas opiniões aqui em baixo! Um beijo e até terça!

Nenhum comentário:

Postar um comentário